Home Emina Parauapebas é o maior município exportador do Pará

Parauapebas é o maior município exportador do Pará

0

O Estado do Pará teve o quarto maior saldo da balança comercial do país. Em maio deste ano, a balança comercial paraense registrou saldo positivo de US$ 853,7 milhões. O resultado é procedente das exportações, que somaram US$ 939 milhões, e das importações, que encerraram o mês com US$ 85,3 milhões.

De acordo com os dados analisados pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com a Federação das Indústrias do Pará (Fiepa) e Centro Internacional de Negócios (CIN), o Estado só foi superado por Mato Grosso, que alcançou o resultado de US$ 1,490 bilhão; Minas Gerais, com US$ 1,468 bilhão, e Rio Grande do Sul, com US$ 1,1 bilhão.

O desempenho do comércio internacional do Pará teve como principais produtos exportados os minérios de ferro (US$ 463 milhões), alumina calcinada (US$ 110 milhões) e minérios de cobre (US$ 103 milhões). Em relação ao minério de ferro, o valor exportado foi 98% maior, se comparado a maio de 2015, ou seja, as divisas que somaram à economia brasileira, em função dessa commodity fornecida pelo Pará, quase que dobraram.

Já na avaliação por município, Parauapebas foi o maior exportador do estado, contabilizando US$ 462,4 milhões, total 102% maior do que o registrado em maio do ano passado. Em seguida, destacou-se Barcarena, que alcançou a cifra de US$ 186,9 milhões, o que representou crescimento de 13,5%, sendo a alumina calcinada responsável por 64,5% do valor obtido pelo município no comércio exterior, auxiliado pelo aumento de 35% na quantidade exportada em relação ao mesmo mês de 2015.

Marabá aparece na sequência, com valor exportado de US$ 81,9 milhões, mesmo com redução de 31% na comparação com maio do ano passado. Entre os produtos exportados pelo município, o minério de cobre respondeu por mais de 90% do total, no entanto, houve declínio de 35% no valor e de 30% da quantidade exportada.

Fonte: Agência Pará

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here